Notícias

Aluno da MT Escola de Teatro estreia monólogo Encruza: do Terreiro para a Tela

Publicado em: 30.04.2021

Espetáculo sobre umbanda explora a força da fé e critica a intolerância religiosa

 A peça teatral Encruza: do Terreiro para a Tela é um monólogo performativo, que dá voz às pessoas que praticam a umbanda. Andreel Victor Ferreira, pesquisador e aluno de atuação da MT Escola de Teatro, conta que o espetáculo foi idealizado e ganhou vida graças à parcerias e trocas desenvolvidas dentro da escola.

A primeira encenação da peça ocorreu em 2019 em Cuiabá. No mesmo ano, foi selecionada para o 20º Festival Satyrianas e apresentada ao público paulista no palco do Satyros. Em sua versão digital, a única alteração, além do formato, foi o nome. Antes apenas Encruza, passou a se chamar Encruza: do Terreiro para a Tela.

Dani Leite, artista cuiabana e professora da MT, é a nova docente de direção da SP Escola de Teatro

O espetáculo foi integralmente gravado dentro do terreiro do próprio Andreel, com as devidas licenças, e atendendo aos protocolos de segurança sanitárias que o momento de pandemia de Covid-19 exige.

O espetáculo proporcionará, através das telas, uma vivência mais ampla e próxima de dentro de um terreiro, que é onde nasceram as falas e as perspectivas de Encruza. O autor fala sobre a importância do espetáculo principalmente pelo tema abordado, já que a intolerância religiosa ainda é, infelizmente, uma prática constante.

“Em Encruza: do Terreiro para a Tela, trago a necessidade da fala das pessoas invisibilizadas dentro das religiões de matrizes africanas. Na narrativa, construímos diálogos primeiramente com as pessoas do terreiro que sofreram um ataque a tiros em 2016, sendo alvejadas enquanto faziam um despacho, simplesmente por estarem ali”, declara Ferreira.

Selecionado pelo projeto MT Nascentes e contemplado pela Lei Aldir Blanc, o artista comemora a oportunidade de levar o espetáculo ao público por meio das telas. “O espetáculo mostra como as entidades espirituais, dentro dos seus espaços como as encruzilhadas, podem agir em nossas vidas, nos trazendo fluidez, caminhos abertos e prosperidade. A personagem Maria Boipeva, por exemplo, além de defender seus filhos contra a intolerância religiosa, surge com a necessidade de apresentar ao público os rituais, a importância da umbanda na vida das pessoas, com o intuito de tirar os estereótipos socialmente instalados sobre nossas cabeças, de que somos cultuadores de coisas ruins. Pelo contrário, a gente ajuda muita gente. A intenção da umbanda é ajudar as pessoas”, finaliza Andreel Ferreira.

Sobre a MT Escola

A MT Escola de Teatro é um polo de formação da gestão do Cine Teatro Cuiabá, firmada entre a Secretaria de Estado de Cultura (SECEL MT) e Associação Cultural Cena Onze. O curso de Tecnologia em Teatro tem a parceria da Universidade do Estado de Mato Grosso (UNEMAT) e da Associação dos Artistas Amigos da Praça (Adaap/SP).

Serviço:

Peça –  Encruza: Do Terreiro para a Tela

Estreia dia 07/05/2021 – Youtube.

Data: 07/05/2021

Horário: 19h em MT – 20h em Brasília

Canal de YouTube da Solta Cia de Teatro (https://www.youtube.com/channel/UCGfl2aRAPvLWaPQd7-YWpcQ/featured)

Ator/Performer: Andreel Ferreira (@enduferreira)

Encenação: Benone Lopes (@benonemoraes)

Ogan Convidado: Fabiano Andrade (@fabio.trindadeandrade)

Produção: Manoel Viera (@manosvieira)

Cenografia: Bruno Custódio  (@bdebrun)

Iluminação: Everton Britto (@brittoeverton)

Figurino: Jaqueline Roque (@jaqueroquereal)

Direção de Fotografia: Juliana Segóvia (@ju.segovia)

Captação de Som: Augusto Krebs (@augustokrebs), Karola Nunes (@karola_nunes), Thiago Veloso (@thiago_veloso_foto)

Fotografia Still: Rodolfo de Oliveira (@rodo.br)

Design Gráfico: Laura Paschoalick (@paschoalickoficial)

Assessoria de Imprensa: Maria Clara Cabral (@mariaccabral)

Apoio Cultural: Solta Cia de Teatro (@soltaciadeteatro), Teatro Imagem (@teatroimagem), A Casa do Centro (@acasadocentro_acdc)

Agradecimentos: Idemary Regina, Regy Reis e Centro Espírita Nossa Senhora da Guia – Seara Pai Joaquim de Angola

Projeto contemplado no Edital MT Nascentes – Lei Aldir Blanc, promovido pela Secretaria de Cultura Esporte e Lazer de Mato Grosso (@secelmt) (@janmoura_) (@betodoisaum)

Em agradecimento, saudamos os Exus e Pomba Giras do Centro Espírita Nossa Senhora da Guia – Seara Pai Joaquim de Angola.

Texto por Bruno de Paula

Edição: Luiza Camargo

Todos os direitos reservados - 2018